sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Professores da rede tecnológica permanecem no ano letivo de 2010.

Cerca de 150 professores e estudantes da Rede de Escolas Tecnológicas e a secretária adjunta de Ensino, Ney Cristina Monteiro, reuniram-se, na manhã desta quinta-feira (25), no auditório da Prodepa, para discutir a situação dos professores dessa modalidade de ensino. Também participaram da reunião os deputados estaduais Airton Faleiro (PT), e Cássio Andrade (PSB), os quais integram a comissão de educação da Assembléia Legislativa (Alepa).

Professores contratados, os profissionais haviam sido desligados da Rede no último dia 19, por conta do Termo de Ajustamento de Conduta (Tac) determinado pelo Ministério Público . Após reunião junto a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Secretaria de Estado de Administração (Sead), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) conseguiu garantir a permanência dos professores bacharéis na Rede de Ensino durante o ano letivo de 2010.

A secretária de Ensino, Ney Cristina, informou que o pagamento do salário dos professores relativo ao mês de fevereiro está garantido. O pagamento será realizado por meio de uma folha diferenciada dos demais servidores da Rede. Ney Cristina destacou ainda a necessidade da realização de concurso público para professores das Escolas Tecnológicas, mas para isso a Seduc vai encaminhar a criação dos cargos, específico para bacharéis para aprovação da Assembléia Legislativa.

0 comentários:

brigadeirofontenelle@hotmail.com
Rua São Domingos, s/n° - Terra Firme Belém - Pará